Como as mídias sociais estão mudando os negócios e a relação com os consumidores

By

As mídias sociais chegaram para ficar e cada vez mais podemos ver seu impacto real nos mundo dos negócios. Disso, não temos dúvida. Mas de que forma? Um infográfico feito sob encomenda para o blog Mashable ilustra de forma simples quatro pontos primordiais destas tranformações.

Se antes as empresas enviavam suas mensagens de venda para seus clientes, hoje elas precisam se comunicar com eles. Esta é, talvez,  a mudança mais importante, e deve estar bem compreendida antes de se fazer qualquer ação na internet.

Prestar atenção no que cada um de seus consumidores falam se tornou algo imprescindível. A internet tirou dos grandes veículos de mídia a exclusividade da divulgação, da emissão das mensagens. Hoje ela está presente, em diversos tamanhos e com diferentes poderes de influencia, nas redes sociais, em blogs e qualquer canal disponível. Qualquer usuário de internet hoje tem condições de dizer o que acha e ser ouvido, em maior ou menor escala. E este será ouvido por amigos e conhecidos, que valorizam esta mensagem mais que as mensagens oficiais das marcas.

As marcas precisam ser transparentes nestas relações. As possibilidades para a disseminação de conteúdo hoje crescem a cada dia e os usuários não são ingênuos. Se a sua marca diz uma coisa, ela precisa, antes de mais nada, acreditar no que diz. Se ela não acredita, seus clientes não vão acreditar. E vão perceber a falsidade na informação que você está transmitindo. Opiniões sobre produtos e marcas ganham força e alcance nas mídias sociais e podem ser encontradas com facilidade. Ninguém quer ver uma informação negativa sobre seu produto se espalhar pela internet.

Seus clientes agora podem encontrar sua marca em qualquer lugar. Seus clientes entram em contato com sua marca quando visitam seu site, correto? Errado. Hoje, mesmo sem procurar um produto, seus clientes podem encontrá-lo. Seja seguindo sua empresa nos diversos canais em que ela está presente, difundindo conteúdo oficial, como Twitter, Facebook, orkut, Youtube, ou lendo opiniões de outros usuários nestas ou em outras redes, como blogs, comentários em lojas virtuais e fóruns, onde muitos consumidores discutem sobre produtos e pedem ajuda antes de efetuarem novas compras.

Escrito por Guilherme Costa do Blog Idigo

Tagged under: